Jurassic World Dominion: Crítica

Bom mas não é bombom

Blue e Beta, sua cria natural, em cena do filme

O contexto: Dominion é o terceiro filme da franquia reiniciada em 2015 com Jurassic World. Essa atual ,agora,  trilogia se passa no mesmo universo iniciado pelo clássico Jurassic Park, de 1993, dirigido por Steven Spielberg. Explico melhor a seguir a história do filme, dou as minhas impressões e o meu ranking- do melhor ao pior. Vambora?

A cena clássica de Owen atraindo a atenção da Rexy no filme de 93

A produção é mais uma vez dirigida por Colin Trevorrow, diretor do filme de 2015. Após os eventos de Fallen Kingdom(o filme anterior) os Dinossauros estão agora espalhados pela Terra. E aí temos a primeira oportunidade perdida de Dominion: Mostrar isso! O impacto da presença deles pelo Globo, a interação com os humanos e os problemas advindos disso. Essa parte aliás, é um show mostrado no site-material promocional que a Universal lançou. https://www.dinotracker.com/ (Clique e veja que maravilha)

Um Apatossauro em meio ao tráfego e o mapa com pontos de aparição dos Dinos

No entanto, essas cenas de interação são preteridas em nome da história que justifique juntar o elenco de World com o da trilogia original clássica: Sam Neil: O doutor Alan Grant; Laura Dern: A Dra Elie Sattler e Jeff Goldblum, o Dr Ian Malcolm. Claro, para nós, fãs de longa data, é muito satisfatório ver o trio reunido com o trio de World(Já que a menina Lockwood também é muito inportante para a história)

Malcolm, Grant e Sattler reunidos no pôster de Dominion

Porém, a história, com seus diversos subplots acaba diminuindo o impacto da presença do trio e da ameaça do Dino Vilão da vez: Giganotossauro, o maior carnívoro terrestre que já existiu. O filme apresenta a Biosyn, empresa cânone dos livros de Michael Crichton, material base da trilogia original: Jurassic Park é de 93, sua sequência de 97 e o terceiro filme de 2001.

Capa do primeiro de 2 livros, a base para os 3 primeiros filmes.

Se em termos de história, o roteiro peca, no aspecto visual somos deleitados. É o filme com a maior quantidade de dinos mostrados em tela, incluindo um deles muito lembrado pelos fãs do original. A cena de perseguição dos Atrociraptores e a de Owen guiando a manada de Parasaurolophus é maravilhosa

Em resumo: Dominion é um filme bom, mas não é um bombom. Uma nota 7 quando, ao menos nós fãs, esperávamos um 10. Não emociona, quando esperávamos lágrimas por um prometido final épico.

PS: No meu ranking pessoal, Dominion é o 3° melhor filme, atrás do clássico de 93 e até mesmo de Jurassic World. Mas merece sua ida ao cinema, pois é um ótimo entretenimento. Até porquê, né gente… Dinossauros. Nós os amamos 🦕🦖

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s